terça-feira, outubro 07, 2014

nós, os objectos e os pormenores

Todos temos os nossos hábitos e, com eles, os nossos objectos preferidos - mesmo que tentemos a todo o custo não nos apegarmos a coisas materiais. Depois, lentamente, somos identificados por eles, seja aquele isqueiro que usamos sempre, a cor dos objectos que costumamos escolher, os livros que transportamos ou como os protegemos ou como os marcamos, os cheiros que as nossas coisas têm. 

Acabamos por ficar identificados por todos esses pormenores importantes a que não damos importância mas que outros dão, seja porque nos amam seja porque, em última instância, nos odeiam. 

E, sim, sou um pouco exagerada mas não tanto nos objectos - a que não lhes dou importância extrema.

Sem comentários: