domingo, setembro 23, 2012

Pedaços de pequenas coisas

Estive ausente demasiado tempo. Ou talvez tenha sido apenas o suficiente, não sei dizer. Entre mudar de casa e ficar sem net, aconteceram coisas, a vida aconteceu em passadas irregulares. Entusiasmei-me, tive um fraquinho muito forte, saí por aí, passei muito tempo em silêncio, cada vez mais tempo com música nos ouvidos. Ausente do mundo porque ele muito pouco me interessa. Não num sentido anti-social mas num sentido metafórico. 

Tive saudades de escrever mas o meu processo de já nem sei o quê não me tem permitido a poesia interior para ler e escrever. Estou com um bloqueio gigante, leio muito pouco. 

Sonhei no outro dia que tinha ido fazer uma viagem e só me lembro de estar no meio do Alentejo ardente a comer chouriços e omeletes. Mas estive no estrangeiro, em sonhos.

Não tenho fotografado mas fui aprender algumas coisas sobre fotografia pinhole. Tenho-me apercebido com a clareza aguçada de um picanço de que há muita gente que se oculta e que se oculta de maneiras muito mais insidiosas do que pensava. 

Já não sei distinguir o que é real do que não é, não sinto o chão debaixo dos pés e talvez isto seja preciso para criar raizes. Já não sei o que pensar como certo porque acho que pouca coisa é certa.

Passado todo este tempo, senti necessidade de balbuciar estas palavras escritas e nada mais.

4 comentários:

Ts disse...

Por vezes é necessário balbuciar palavras soltas e viajar sem tempo , mesmo que seja em sonhos para nos encontrar-mos.
Um dia destes o bloqueio vai derreter com o fogo que vem da lua , e vais voltar a escrever...
Eu também senti saudades de não te poder ler! Foram ainda uns quantos dias ausentes.

Isobel disse...

contingências da vida real... estou mais ou menos de volta :))))

Carla Veríssimo disse...

"... e só me lembro de estar no meio do Alentejo ardente a comer chouriços e omeletes.(...)"
Quase me veio a lagrimita ao olho ;)
Que saudades de sonhos tão reais e noites tão fantásticas, com a companhia de um noitibó ;)
Adoro o teu balbuciar de palavras escritas, e nada mais!
;)
GdT ;)

Isobel disse...

Eu tenho muitas saudades de tanta coisa boa que a gente fez e em tão pouco tempo... só fui àquele Alentejo mesmo para te conhecer :)
GMDT ;)