quarta-feira, dezembro 15, 2010

É como a pescada... antes de ser já era!

Eu até tinha alguma estima pelo Fernando Nobre. Afinal de contas, é um homem que se dedicou a uma causa nobre durante tantos anos. Depois usa o seu trabalho para propaganda política, apesar de dizer que está acima do sistema político. É um bocado triste ir buscar imagens de pobreza extrema para argumentar porque é que as pessoas devem votar nele. Usar aquela experiência, expô-la desta maneira, num debate, é mais ou menos dizer que não se tem grandes argumentos para se ser Presidente da República.

Sem comentários: