terça-feira, novembro 25, 2008

Soluções de futuro - esqueçam os PPRs

Ok, malta, embora começar a fabricar crianças a rodos, senão a nossa reforma vai ser uma miséria.

8 comentários:

FccNunes disse...

Quanto é que é por miúdo? E o que é que dá mais: rapazes ou raparigas?? O melhor é fazer os dois, nunca fiando...

Isobel disse...

Looool, não te preocupes, é ao peso :D

paperdoll disse...

eu alinho nisso. da maneira que isto está, toda a gente sabe que daqui a uns anos vamos voltar a viver todos da agricultura e pesca. e tal como antigamente, quantos mais filhos se tiver para ajudar a cavar a terra, melhor! é, eu alinho nisso.

inda por cima tenho o relógio biológico a fazer tic-tac... lol (odeio a expressão "relógio biológico" btw. mas não há sinónimo...)

(já me calava, não?)

Isobel disse...

Looool! O meu também despertou algumas vezes mas depois chamei-me a mim própria à razão :D

É o mais aproximado para dizer que andamos com uma vontade louca para emprenhar e dar à luz um ser que vai fazer parte de nós para sempre. Hmmmm, é melhor relógio biológico :D

Eh, pá, não te cales, mais vale falar que ser um túmulo loooool

(só perlas!)

paperdoll disse...

eu também me chamo à razão, dou um estalo a mim própria tipo "snap out of it" e aquilo passa.

lol falar é comigo, no worries! :p

olha lá, baza ir trabalhar po dubai?

Isobel disse...

Loooool pois, ir para o Dubai com uma criança embrulhada às costas é muito chato :D

Sim, és uma boca de trapos ah, ah, ah! Ora aí está uma expressão gira :D

Estou à espera de uma decisão que implica a cara-metade, uma pendência profissional, para decidir a vidinha..
Mas está cá, a ideia... lembro-me que as personagens do Dostoiévski viviam neste tormento da ideia.. há uma semente nelas que se implanta, como um destino.. há tentativas intermináveis de calar o instinto mas no final a "ideia" sobrepõe-se a tudo. Portanto.....

paperdoll disse...

a criança pode não ir embrulhada, não exageremos! :p

pois, eu não tento calar o instinto... se calhar devia.

já estive mais longe de me amandar à maluca para o dubai. a sério. stay tooned. :)

Isobel disse...

Deixa lá, acomodamo-la numa malinha de viagem confortável Ah, ah!

O instinto, para mim, nunca deve ser calado... não deveria mas depois a gente põe-se a pensar na vidinha e acaba por, pelo menos, mitigá-lo :/

Eu acho que, neste momento, também já estou por tudo.... vejo a vida à minha volta (e a minha própria) como um grande remendo... e não gosto nada de remendos :(

Ficamos sintonizadas, sim ;)