quinta-feira, novembro 06, 2008

O futuro é sempre uma ilusão

Para mim, a vitória de Obama, mais do que qualquer outra coisa, significa que ainda existem homens e, especificamente, políticos que conseguem mobilizar pessoas - massas imensas, acrescente-se. E com grandes probabilidades de que muitos o tenham feito de forma emocionada e com uma visão de futuro diferente da que tinham até agora. Se for uma ilusão, pelo menos é uma ilusão boa.

4 comentários:

FccNunes disse...

Eu acredito que sim, o futuro com Obama poderá ser melhor do que seria se lá estivesse, por exemplo McCain.
Por várias razões mas, sobretudo, pelo "reset" que todas as relações internacionais americanas vão sofrer, seja com Cuba, Venezuela, Israel... Por outro lado, a aproximar à Europa é inevitável, aproximação essa que sofreu um rombo grande com W. Bush. Em termos internos, tem tarefas muito complicadas, com a crise na Segurança Social a ser, possivelmente, uma das mais graves.
Em relação a movimentar multidões, é de facto notável como Obama conseguiu reunir meio milhão de pessoas, no seu discurso de vitória. Brancos, pretos, amarelos, vermelhos. A raça ali não contou para nada, apenas a emoção de ver uma nova luz ao fundo de um túnel já muito sombrio. Eu, se por lá andasse, tinha posto a minha cruzinha, sem dúvidas, em Barack Obama.

Isobel disse...

Acho que a cor dele só é relevante pelo facto de nenhum presidente antes ter sido preto.. venceu os preconceitos, é um facto..
A expectativa é muita mas também é verdade que vai demorar o seu tempo.. e há coisas que podem ser mudadas (porque o Bush fez muita merda) mas demoram.
Bem, concordamos que o começo é auspicioso, agora é esperar para ver o que ele consegue fazer, dentro das circunstâncias..

Silva disse...

Uma das coisas mais importantes na "psique" colectiva de um país é a capacidade de sonhar, coisa que nos últimos pito anos apenas deu lugar a um bicho-papão a seguir ao outro - terrorismo, Bin Laden, subida dos preços do petróleo, Iraque, Saddam, Irão, crise do sub-prime e recessão económica (devo ter passado por cima de alguns). Um país sem sonhos... bem, é o que se passa nos States nos dias que correm.

O Obama vai ter diversas montanhas para subir, desde os problemas económicos e sociais provocados pelas políticas patrocinadas pelo Bush & Cª até aos totós com espingardas de precisão dos estados do Sul. Nenhuma vai ser fácil, mas o "we can" é o grito de guerra certo para as alterações de rumo que vão ter de ser feitas, e nenhum outro candidato democrata (Gore, Kerry, Hillary ou Edwards) conseguia entusiasmar da mesma forma as pessoas a acreditar que, de facto, PODEM. Agora é esperar que consigam.

Isobel disse...

Não podia estar mais de acordo contigo... e como está tão bem escrito o que disseste!